São Petersburgo, Rússia

on

A cidade mais “europeizada” da Rússia  é definitivamente surpreendente! Passei 6 dias lá, com vontade de ficar mais 6 porque tem tantas atrações que era impossível conhecer tudo. Selecionei as que achava mais importantes para que a  viagem rendesse, mas ficou um gostinho de quero mais!

O que dizer sobre a São Petersburgo? Em primeiro lugar, é um ótimo destino pra quem quer um pouquinho de luxo sem gastar demais. A moeda Russa (Rublo) anda desvalorizada ultimamente, então se você está acostumado a ter que economizar na Europa vai ficar muito satisfeito ao comer em um restaurante de alto padrão na Rússia pagando menos do que pagaria em São Paulo! Foi assim que resolvi curtir o meu tempo nessa cidade maravilhosa, histórica e cheia de atrações turísticas interessantes.

comidinha.jpg
Filé de cervo ao creme de abóboras, no Hotel Astoria

Nessa minha viagem de 5 meses pela Europa, devido ao longo tempo tenho que economizar bastante. Estou me hospedando em Albergues ou em apartamentos alugados, fazendo comida em casa ou comendo em lugares mais baratos pra poder arcar com todo esse custo da viagem. Felizmente, pude aproveitar um pouquinho do bom e do melhor quando cheguei em St. Peter. O hotel que fiquei tinha um quarto bem espaçoso, com um banheiro só meu (o que não acontece em albergues) e café da manhã incluído, pagando o exato mesmo preço por noite do albergue que fiquei em Helsinque e ainda era super bem localizado. Pude aproveitar o melhor da culinária russa em restaurantes sofisticados por preços incríveis e ainda: as atrações turísticas, como museus e palácios tem preços muito convidativos! Se você tiver a oportunidade de visitar a cidade, vá e você não vai se arrepender!

Transporte

Para se locomover pela cidade, recomendo cuidado com os táxis. Primeiro que nenhum dos taxistas fala inglês ou qualquer outra língua além do Russo (salvo raras exceções), além disso eles não usam taxímetro, ou seja, cobram uma facada dos turistas um valor que praticamente sai da cabeça deles. Eu usei o Uber pra ir aos lugares mais distantes e foi super baratinho. Em geral andei muito a pé pois a cidade é toda plana e fiquei em um hotel bem localizado.

Hospedagem

A área que recomendo ficar hospedado pra fazer turismo na cidade é a que fica próximo ao Nevskiy Prospekt ou ali próximo ao metrô Sadovaya. Tudo ali em volta é uma área bem legal com vários restaurantes, bares e cafeterias. Peguei um hotel bacana nessa área a preço de albergue.

Idioma

Quase ninguém fala inglês por aqui, a comunicação pode ser realmente um problema! Alguns jovens falam espanhol e poucos falam um inglês bem básico mas é só. A minha recomendação é pesquisar muito no google tradutor as palavras básicas como se escreve e como se pronuncia para que ao procurar uma farmácia ou um banco por exemplo você não passe batido na fachada ou que possa pedir uma água ou uma pedra de gelo em russo por exemplo quando ninguém estiver entendendo. Os cardápios dos restaurantes e cafeterias são praticamente todos com tradução pro inglês, menos mal.

Agora, o que você não pode perder em St. Peter:

Museu Hermitage – Palácio de Inverno

hermitage2.jpg

 

O Museu Hermitage é um complexo de edifícios com diferentes seções e mostras de arte diferentes, várias seções de arte separadas por grupos, enfim, se você gosta de arte é um excelente local para visitar. Mas se você quer um palácio, com a mobília e decoração de época, também é um local incrível para uma visita, pois eles mantiveram a parte do Palácio de Inverno praticamente intacta, além da arquitetura do prédio, que é fantástica. Alugue um Audioguia (infelizmente não tem em português, mas tem em vários outros idiomas) – ou baixe o aplicativo para celular, que vai funcionar como um audioguia -para uma experiência completa.

www.hermitagemuseum.org

Palácio de Peterhof e seu jardim

peterhof.jpg

O palácio fica fora da cidade de São Petersburgo, em uma cidadezinha chamada Peterhof, que fica a 50 minutos de carro. Eu fui de Uber e paguei em torno de 30 euros ida e volta, achei que valeu a pena pela distância. É um palácio maravilhoso, com um jardim mais maravilhoso ainda!

peterhofgardens.jpg

Prepare-se pra andar muito! O jardim é gigantesco e vale a pena conhecer cada cantinho pois tem construções lindas, fontes interessantes e uma paisagem ótima para fotos. Recomendo salvar um dia só pra isso. Lá dentro tem um restaurante/cafeteria e na parte externa antes de entrar tem cafeterias e lanchonetes. O ingresso para o palácio e para o jardim são pagos separado e na primavera-verão tem uma filazinha considerável.

http://www.saint-petersburg.com/peterhof/

Igreja do Salvador do Sangue Derramado (Church of the Savior on Spilled Blood)

spilledblood

A Igreja foi construída no local onde Alexandre II foi assassinado, no ano de 1881 e foi construída entre 1883 e 1907. É por fora uma das igrejas mais lindas que já vi e por dentro é incrível, inteirinha recoberta de mosaicos nas paredes e teto.

Catedral St. Isaac’s

stisaacscathedral

Construída entre 1818 e 1858,  a catedral se destaca pelos adornos em pedra mineral, sendo empregados, 43 tipos de minerais diferentes em sua decoração interna e em sua cúpula foram usados cerca de 100 kg de ouro. (imagina o preço disso!)

 

Passeio na beira do Rio Neva

canal

Nada mais agradável nos dias de primavera e verão que um passeio começando ali pelo “Cais Inglês” (Perto da ponte Blagoveshchenskiy), subindo até a praça do Hermitage e depois cruzando a ponte Dvortsovyy à esquerda.

Mais fotos? Meu instagram: @fabinomundao

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *